Testemunhos

 

Acupunctura Veterinária

 
 
Bianca
 

Bianca - Hérnia na região lombossagrada

A Bianca, uma menina de 12 anos, apresentou-se na consulta com uma hérnia na região lombossagrada. Aconteceu a subir as escadas. A Bianca tinha paresia dos membros posteriores, isto é, não conseguia se colocar de pé (arrastava-se), tinha reflexos reduzidos, tinha sensibilidade profunda e conseguia controlar os esfíncteres. Resolvemos instituir a terapêutica de Acupunctura Eléctrica, sem qualquer outro tratamento. E eis que no final da segunda semana de tratamento a miúda começou a pôr-se de pé, ainda com alguma dificuldade, e uns dias depois começou a andar sem precisar de ajuda. Hoje em dia a Bianca já anda normalmente, sem qualquer dificuldade.
 

Kike - Hérnia na região lombossagrada

 
 
 
 
 
 
O Kike, um jovem de 6 anos, apresentou-se há, aproximadamente 1 mês, com uma hérnia na região lombossagrada. O pequenote tinha paresia dos membros posteriores, isto é, não conseguia se colocar de pé (arrastava-se), tinha reflexos reduzidos, tinha sensibilidade profunda e conseguia controlar os esfíncteres. Instituí-mos terapêutica injectável adequada ao caso, mas não houve nenhum sinal de melhoria. No fim dessa terapêutica optámos por fazer acupunctura eléctrica. E eis que 15 dias depois o menino começou a pôr-se de pé sem cair e uns dias depois começou a andar sem precisar do arnês de apoio posterior. Nos dias de hoje o Kike já anda normalmente, como se nada tivesse acontecido. É um cão super feliz que faz as delícias da sua família.
 

Ollie - Hérnia na região lombossagrada

 
 
 
 
 
 
 
 
A Ollie, uma jovem de 8 anos, apresentou-se na consulta com uma hérnia na região lombossagrada. Aconteceu a subir um pequeno passeio, no dia anterior. A Ollie tinha paresia dos membros posteriores, isto é, não conseguia se colocar de pé (arrastava-se), tinha reflexos reduzidos, tinha sensibilidade profunda e conseguia controlar os esfíncteres. Instituí-mos terapêutica injectável adequada ao caso, mas não houve nenhum sinal de melhoria. No fim dessa terapêutica optámos por fazer acupunctura eléctrica. E eis que no dia a seguir ao primeiro tratamento a miúda começou a pôr-se de pé, ainda com alguma dificuldade e uns dias depois começou a andar sem precisar de ajuda. Hoje em dia a Ollie já anda normalmente, sem qualquer dificuldade.